Uma Igreja cheia do Espírito Santo, opera milagres

ESTUDO PARA REUNIÃO DO IDE - 13/03/2019

Vimos, anteriormente, como Jesus enviou o outro Consolador (Espírito Santo) no dia de Pentecostes, cumprindo assim sua promessa (At 2.1,2). Mas, embora o objetivo principal ao enviar o Espírito Santo fosse capacitar os discípulos ao testemunho, Ele também os capacita a operar milagres. Os milagres serviram para chamar a atenção dos ouvintes e convencê-los da necessidade da Palavra pregada exaltando sempre o nome do verdadeiro operador de milagres: o Senhor Jesus Cristo de Nazaré.

Clique aqui para baixar o estudo