Ler notícias

Site Ministerio Fama

Resolução padrão 800x600  Resolução 1024x768  Aumenta o tamanho da fonte do texto  Diminui o tamanho da fonte do texto  Tamnho padrão para leitura 
Você está aqui:    Home arrow Estudos arrow Estudos Bíblicos arrow Arrebatamento - A certeza de sua vinda
Arrebatamento - A certeza de sua vinda Imprimir E-mail
Por Pr. Olivar Basílio   
03 de fevereiro de 2009

Estudo para Terça-feira, 03/02/2009

“E eis que cedo venho”... Ap 22:12a

Mais uma vez enaltecemos a sabia orientação do Pr. Abigail Carlos de Almeida, sensível às necessidades da igreja e sob a direção de Deus, percebeu que já era hora de voltarmos a estudar o tema, há muito esquecido e banido dos nossos púlpitos – O Arrebatamento da Igreja.

A Bíblia testifica desse auspicioso evento relativo a segunda vinda de Cristo a esta terra. O plano completo da redenção somente se consuma efetivamente através de duas vindas pessoais do Redentor (Mt  24:30; Hb 9:27,28).

Cristo proclamou sua vitória e retorno a terra para buscar os seus Jo 14:2,3. Da mesma forma como temos crido na realidade do primeiro advento do Senhor Jesus, devemos estar absolutamente convictos de que Ele voltará outra vez (Jo 14:18).

Assim, nesse mês de Fevereiro, estudaremos esse importante assunto que constitui na maior esperança da igreja de Jesus Cristo na terra.

I - AS ESCRITURAS SAGRADAS TESTIFICAM DA VOLTA DE JESUS E NOS DÁ COMPLETA CERTEZA

Quando em Tessalônica, O apóstolo Paulo ensinou à igreja sobre a verdade do duplo propósito de nossa salvação: a) servir a Deus; b) esperar dos céus a Jesus (1 Ts 1:9,10).

A Escritura fala da segunda vinda de Cristo oito vezes mais do que fala da primeira. Somente no Novo Testamento existem cerca de 318 referencias a esse glorioso acontecimento. A segunda vinda de Jesus é mencionada Em 24 dos 27 livros do Novo Testamento, ela, ocorre em 216 dos 260 capítulos.

II - AS PARÁBOLAS DE JESUS NOS DÃO A CERTEZA.

Ao ser questionado pelos apóstolos porque ensinava ao povo por parábolas, Jesus disse que era para que somente os salvos compreendessem suas palavras e aprendessem sobre os mistérios de Deus (Mt 13:10,11); e, nas parábolas ele ensinou sobre sua segunda vinda, como sabemos que a segunda vinda Dele se dará em dois eventos distintos e consecutivos, ou seja, o arrebatamento ocorrerá 7 anos antes da vinda em Glória, compreendemos que muitas coisas relativas ao segundo evento se aplica também ao primeiro devido a proximidade de tempo entre eles:

1. A parábola das dez virgens, mencionada em Mt 25, apresenta a segunda vinda como a auspiciosa chegada do Esposo. No verso 6, temos a maravilhosa chave do evento: “Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro”.

Devemos ficar a tento para esse ensino e advertência, a hora aqui informada não é o horário normal do dia, mas em linguagem figurada Cristo ensina que será em um tempo de profunda ESCURIDÃO ESPIRITUAL, momento em que todos estarão dormindo, o sono da pressão espiritual que virá sobre todo o mundo. Como as virgens todas dormiram, mesmo as prudentes, assim será antes do arrebatamento; confere Mt 24:24; I Ts 5:4-7

2. A parábola dos dois servos (Mt 24:45-51) apresenta três vezes o verbo vir, sempre aludindo ao Senhor: a) “O Senhor, quando vier” (v.46); b) “tarde virá” (v.48); c) “virá o Senhor” (v.50).

Nessa parábola, a ênfase é enfática sobre a volta de Jesus, Ele virá, aleluia! Na primeira citação, a bíblia afirma que o Senhor virá nos dando a certeza de sua vinda. Na segunda, observemos que é o servo negligente que diz que Ele virá, entretanto, como todo mau e negligente servo sabedor de que seu Senhor demorará, mantém uma vida de regalias e mundanismo, sem santidade e consagração de vida e por conseqüência despreparado para recebê-lo. na terceira citação, o aviso de que a sua vinda será de repente, e os desavisados serão colhidos de surpresa; e que os fiéis deverão estar sempre preparados.

3. A parábola dos lavradores maus dá ênfase, de igual modo, ao Senhor da vinha que um dia regressará: “Quando, pois vier o Senhor da vinha, que fará àqueles lavradores?” (Mt 21:40).

4. A parábola dos talentos (Mt 25:14-30) destaca a grande lição da atividade dos servos no período que precede a vinda do Senhor.

O regresso do Senhor está relacionado com a prestação de contas dos servos, por causa dos talentos recebidos. Vejam o verso 19: “E muito tempo depois veio o Senhor daqueles servos, e fez contas com eles”.

Isto posto, entende-se claramente que a doutrina da volta do Senhor Jesus deve ser crida também, porque foi o tema dominante de várias de suas parábolas.

III - A CERTEZA QUE VEM DAS PROFECIAS

Quase a metade do texto da Bíblia Sagrada é de natureza profética. No livro do Apocalipse lemos que “o testemunho de Jesus é o espírito de profecia” (19:10).

1. O significado das profecias bíblicas – As profecias revelam a profunda sabedoria de Deus e sua maravilhosa presciência. Elas fortalecem a nossa fé e tornam eloqüente a nossa esperança. As profecias são a lanterna do Espírito para os dias em que atravessamos túneis escuros. Elas estabelecem o parâmetro de Deus e nos dão direção, conforto e paz.

Em sua primeira vinda, Jesus veio como Cordeiro de Deus e sofreu até a morte (Is 53; Jo 1:29). Na segunda vinda, Ele se manifestará como o Leão da tribo de Judá e estará coroado de glória (Mt 24:30). Assim Ele é apresentado pelos profetas.

2. Algumas profecias do Antigo Testamento – De um modo maravilhoso, encontramos no texto do Antigo Testamento ricas referencias à segunda vinda de Cristo: a) Em Dn 7:13,14, o profeta diz: “E eis que vinha nas nuvens do céu um como o filho do homem”;  b) Por meio do profeta Zacarias, o Senhor disse: “E olharão para mim, a quem transpassaram” (Zc 12:10). c) E o profeta Jeremias disse: “Eis que vêm dias, diz o Senhor, em que levantarei a Davi um renovo justo; e, sendo rei, reinará, e praticará o juízo e a justiça na terra” (Jr 23:5,6). d) e o profeta Zacarias previu aquele dia, dizendo: “E naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; e o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, para o oriente e para o ocidente, e haverá um vale muito grande; e metade do monte se apartará para o norte, e a outra metade dele para o sul” (Zc 14:4).

Nos textos acima, podemos notar com que clareza os profetas do Antigo Testamento viram o dia da segunda vinda do senhor Jesus, em poder e glória.

3. Algumas profecias do Novo Testamento – Judas, o escritor da epístola que leva o seu nome, fez referencia a uma profecia de Enoque, dizendo: “Eis que é vindo o Senhor com milhares de seus santos; para fazer juízo contra todos e condenar dentre eles todos os ímpios, por todas as suas obras de impiedade, que impiamente cometeram, e por todas as duras palavras que ímpios pecadores disseram contra ele” (Jd 14, 15).

No livro do Apocalipse, temos as mais notáveis expressões da segunda vinda do Senhor, pois, na visão de Patmos, o apóstolo João viu coisas sublimes, além da experiência humana, constituídas de fatos jamais acontecidos. A visão que ele teve de Jesus foi assim: “E estava vestido de uma veste salpicada de sangue; e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus. E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro. E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira de Deus Todo-poderoso” (Ap 19:13-15).

O próprio Senhor Jesus AFIRMOU: “e QUANDO O Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória” (Mt 25:31).

IV - A CERTEZA QUE VEM DAS PROMESSAS

A Bíblia é o inesgotável celeiro das ricas e infalíveis promessas de Deus. A seguir, mencionaremos algumas delas, alusivas à segunda vinda de Cristo.

1. A promessa apresentada pelos apóstolos - a) Pedro: “Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas artificialmente compostas; mas nós mesmos vimos a sua majestade” (2 Pe 1:16); b) Tiago: “Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações, porque já a vinda do Senhor está próxima” (Tg 5:8); c) Paulo: “E a vós, que sois atribulados, descanso conosco, quando se manifestar o Senhor Jesus desde o céu com os anjos do seu poder” (2 Ts 1:7); d) João: “E agora filhinhos, permanecei nele; para que, quando ele se manifestar, tenhamos confiança, e não sejamos confundidos por ele na sua vinda” (1 Jo 2:28).

2. A promessa feita por Jesus Cristo – Jesus tratou cuidadosamente de infundir no coração dos discípulos a doce esperança e a sublime convicção de sua volta. De uma maneira muito especifica, os discursos escatológicos dos Evangelhos sinóticos tratam deste tema. Cristo, pessoalmente, prometeu voltar. Somente no capitulo 22 de apocalipse, ultimo capitulo da bíblia reforça a promessa do Senhor por três vezes: “Eis que presto venho” (v. 12); “Certamente cedo venho” (v. 20), o que deu lugar à última oração: “Ora vem, Senhor Jesus”.

CONCLUSÃO

O principal objetivo desses estudos que seguirão nesse mês é reafirmar esta verdade bíblica do retorno iminente de Cristo, reacender nos corações dos salvos a chama e alegria do arrebatamento e tornar nos convictos de que devemos esperar dos céus ao Senhor Jesus a qualquer instante para nos levar aos céus, nossa morada eterna.

 

Comentários  

 
0 #4 Moisés Agostinho Baloi 11/02/2009 15:53
É interessante, como o autor decodifica as profecias escatologicas, tornando cristalinos os ensinamentos biblicos. è concerteza chegada a hora qur todos almejamos!!! Cumprimentos ao Pastor Abigail pela visão de trazer no seio do ministerio tao edificante ensino, ao pastor Olivar que continue sendo esse instrumento que nos aproxima de Deus com seus escritos e mensagens!
Citar
 
 
0 #3 Raquel 05/02/2009 10:59
O assunto sobre a segunda vinda de Cristo é tão improtante que creio deveria fazer parte das nossas pregações diuturnamente. Gostei a maneira como foi abordado o tema. Que Deus em Cristo abençoe o pastor que escreveu, o pr. Abigail e todo o ministério FAMA.
Citar
 
 
0 #2 Eliene Mendanha 04/02/2009 23:36
É muito bom saber que o Espirito Santo está despertando a noiva do sono... reacendendo em nossos corações a bendita esperança. Que possamos dizer: Maranata!
Citar
 
 
0 #1 JEAN TELES 03/02/2009 14:55
Quero parabenizar mais uma vez td nosso ministerio pelo estudo em questao,
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

< Anterior   Próximo >